Textos

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Uso de computadores e videogames para crianças e adolescentes

As crianças pré-escolares, manuseando teclas, fascinadas por sons e cores, sentem-se livres e brincam em frentes aos computadores. A criança também exercita a investigação, estimulando o gosto pela pesquisa, ajudando o seu desenvolvimento intelectual no que se refere às dimensões psicomotoras, cognitiva e afetivas.


1)Existem pontos positivos dos computadores ou videogames? Quais?
Sim, os jogos quando dosados adequadamente em relação ao tempo de uso diário e a escolha do tipo de jogo, são significativos no desenvolvimento emocional, cognitivo e até físico das crianças, dependendo do modelo do videogame.
Podem ser importantes para o aprimoramento do raciocínio lógico e matemático, para a capacidade de processar informações de forma rápida, para o aperfeiçoamento da concentração.

2)E quais os maiores pontos negativos?
Os pontos negativos se dão pela falta de controle dos pais ou dos próprios jovens em relação ao tempo de uso e ao tipo do jogo escolhido. O tempo excessivo em frente às televisões ou computadores utilizando videogame traz alguns problemas tais como:
-sedentarismo(diminuição da atividade física e prática de esportes)
-obesidade
-dores torácica e abdominal
-ansiedade
-cefaléia
-comportamentos agressivos
-dores músculo-esqueléticas.
Outro aspecto importante que deve ser ressaltado é a falta de socialização que pode ocorrer, bastante maléfica, pois a criança ou o jovem não desenvolve as principais atribuições para o meio social, comprometendo-os inclusive até na fase adulta. Em relação ao tipo de jogo, deve-se optar por jogos esportivos e educativos evitando os jogos que abusam da violência e tensão, que podem potencializar as atitudes violentas e sem consequência, principalmente das crianças no meio social que ela vive.



3)E como escolher os melhores jogos? Como os pais podem saber o que é prejudicial ou benéfico?-a faixa etária do videogame indicada pelo fabricante.
-escolha jogos relacionados a esporte, a raciocínio lógico matemático, a enigmas, a viagens, etc.



4)Os novos videogames (Wii, PS3) oferecem uma interação maior, com movimentos e até exercícios?
Eles são mesmo bons? Conta mesmo como exercícios ou as crianças ainda assim precisam de um tempo ao ar livre?

Esta nova geração de videogames traz um grande aliado que é a minimização do sedentarismo, mas para ele seguem as mesmas orientações em relação ao tipo e ao tempo de jogo, pois a socialização e o ar livre devem estar presentes na vida das nossas crianças.

Alguns games estão trazendo alguns problemas musculares, pois exigem esforços repetitivos que às vezes as crianças não estão acostumadas, e no ímpeto do jogo acabam ultrapassando seus próprios limites. Assim, vale a recomendação de se ter uma boa conversa com eles antes da estréia do novo videogame em relação ao um alongamento muscular prévio e alertando para as complicações futuras.

Fonte: http://johannaterapeutaocupacional.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário